Onda de consternação com morte de médico de Paredes

Morreu quarta-feira Tiago Henriques Coelho. Cirurgião pediátrico, investigador da Unidade de Investigação e Desenvolvimento Cardiovascular e professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, onde era também membro do Conselho Executivo, não resistiu a um ataque cardíaco quando estava a praticar exercício físico.

A morte repentina de Tiago Henriques Coelho deixou em choque a população de Baltar, assim como a comunidade do Colégio Casa- Mãe. Também centenas de pessoas se mostraram abaladas com o desaparecimento do médico que tinha realizado diferentes tipos de cirurgias em centenas de crianças. Até porque Tiago Henriques Coelho também trabalhava no Hospital Lusíadas (Porto).

Na página de Facebook do Joãozinho, nova ala pediátrica do Hospital de S. João, multiplicaram-se as mensagens de consternação e de condolências.

Tiago Henriques Coelho, de 40 anos, era diretor-geral do Colégio Casa-Mãe, estabelecimento escolar propriedade dos pais e situado em Baltar, Paredes, terra que o viu nascer.

Fonte JN

  • Comentar